O reajuste salarial na data base da categoria (Janeiro) visa corrigir os salários dos trabalhadores em face da inflação, aumentando assim o poder de compra das categorias que dependem de um piso mínimo para subsistência. O aumento salarial só ocorre devido a luta sindical pela manutenção da renda, auferindo assim uma remuneração mínima para a categoria e promovendo através do resultado desta luta um aumento nos rendimentos do trabalhador através da conquista do reajuste de salário. Não é de graça: o aumento salarial da categoria é fruto da luta sindical diária e da norma coletiva que se dá através da negociação do sindicato dos trabalhadores com o sindicato Patronal (representante das empresas), gerando assim a norma através de uma Convenção Coletiva de Trabalho.

Em nossa categoria possuímos os seguintes pisos mínimos:

R$ 1.550,00

SALÁRIO NORMATIVO (Até o momento - ainda em negociação para definição de reajuste)

R$ 1.350,00

PISO MÍNIMO DA CATEGORIA (Até o momento - ainda em negociação para definição de reajuste)

NOSSA LUTA EM 2021 – O PATRONAL QUERIA ABAIXAR OS SALÁRIOS! MAS O SINDICATO CONSEGUIU MANTER E SEGUIMOS NA NEGOCIAÇÃO.

CONSIDERANDO que o SINDICATO é o defensor da categoria e maior interessado no bem de seus representados, na forma do art. 8o, III, da Constituição Federal, e como tal, concorda que deve tomar medidas que colaborem com a manutenção dos postos de trabalho, excepcionalmente este ano, em observância a grave crise econômica causada pela pandemia em decorrência do Coronavírus (COVID-19) no ano de 2020, o reajuste salarial previsto para JANEIRO/2021, será negociado na próxima negociação coletiva, seguindo a vigência determinada neste novo contrato coletivo de trabalho.